DOR LOMBAR? PODEMOS AJUDAR!

DOR LOMBAR? PODEMOS AJUDAR!

A coluna lombar corresponde à parte final da coluna vertebral, sendo a base de sustentação de toda a coluna vertebral. A patologia da coluna vertebral é uma das causas mais frequentes de absentismo laboral nos mais jovens e de deterioração da qualidade de vida nos mais velhos.

CLÍNICA

O sintoma mais comum é a dor “no fundo das costas” (lombalgia), impossibilitando os movimentos do tronco. Por vezes, esta dor pode irradiar para os membros inferiores, dificultando os movimentos das pernas (sensação de “perna presa”), sensação de “formigueiro” e diminuição da força muscular nas pernas.

A lombalgia é considerada crónica quando se prolonga por mais de 3 meses.

CAUSAS

A dor lombar pode ter várias causas, nomeadamente:

  • Após exercício físico intenso (contratura ou rutura muscular);
  • Após queda ou traumatismo (Fraturas vertebrais);
  • Após realizar trabalho pesado, no qual a postura não é a mais correta;
  • Hérnias discais (degenerescência dos disco intervertebrais (pequena articulações entre cada vértebra), que formam pequenos saco herniários que podem comprimir os nervos que vão para os membros inferiores (É o caso da dor ciática, que corresponde à compressão do nervo ciático, que tem origem na região lombar);
  • Escoliose (curvaturas anormais da coluna), normalmente causado pelo rápido crescimento em criança, uso de mochilas muito pesada, má postura;
  • Patologia degenerativa (“artroses”, “bicos de papagaio”);
  • Espondilite (inflamação das articulações da coluna vertebral).

O excesso de peso, agrava todas estas patologias, uma vez que, existe uma maior sobrecarga sobre as articulações da coluna lombar.

DIAGNÓSTICO

O diagnóstico pode ser feito por Radiografia, Tomografia Computorizada ou Ressonância Magnética da região lombar. Estas técnicas ajudam a definir com precisão muitas patologias, bem como a sua relação com estruturas da coluna vertebral.

TRATAMENTO

A lombalgia, na maioria das vezes é autolimitada, resolvendo com medicação analgésica, anti-inflamatórios e relaxantes musculares, dentro de poucos dia a semanas. O repouso, as massagens e a aplicar calor (na contratura) ou frio (na inflamação), também podem ser benéficos.

A prática de exercício físico regular, (para fortalecimento dos músculos da região lombar e abdominal), aulas de hidroginástica e natação; técnicas de relaxamento muscular e correção postural (tais como pilates, yoga), são essenciais para evitar patologias degenerativas da coluna e melhorar a qualidade de vida do indivíduo. 

Perder peso e manter o peso dentro do IMC normal (18,5-24,9) são fundamentais para o sucesso terapêutico.

Quando já existe doença estabelecida, existe tratamento dirigido para cada situação, nomeadamente:

  • Cirurgia para descompressão medular – no caso, por exemplo, das hérnias discais;
  • Injeção local de corticóide;
  • Acupuntura

TÉCNICAS PARA EVITAR LOMBALGIAS:

  • Ajuste do local de trabalho (computador ao nível dos olhos, pernas a 90º e apoiada no chão, cadeira com bom suporte lombar);
  • Levantar pesos com as pernas e não com as costas;
  • Usar corretamente as mochilas às costas e evitar usar malas só num braço/ombro;
  • Usar calçado adequado;
  • Perder peso

Share this post

ALTERAÇÃO TEMPORÁRIA DE LOCALIZAÇÃO EM VILA REAL

Caros Clientes

Nos próximos meses, à 4ª feira de manhã, estaremos estacionados no Parque do Teatro.

Morada: Rua Actor Ruy de Carvalho (Parque do Teatro)